Pular para o conteúdo principal

Salto & Etc: Ritual de cuidados de pele no verão com Natura Ekos Buriti



Composta por Hidratante Pós Sol, Óleo Trifásico e Colônia Frescor, a linha Ekos Buriti conta com produtos que hidratam, iluminam e refrescam enquanto protegem a pele dos efeitos nocivos da exposição solar e realça o bronzeado

Ideal para o ritual de cuidados neste verão, Natura Ekos Buriti, de Natura Ekos, conta com produtos que hidratam, iluminam e refrescam enquanto desaceleram fotoenvelhecimento através do óleo bruto de buriti, rico em betacaroteno, um podereoso antioxidante que recupera a pele dos efeitos nocivos do sol. Composto por Hidratante (R$ 60,90), Óleo Trifásico (R$ 59,90) e Colônia Frescor (R$79,90), a linha proporciona benefícios para a pele e para a natureza.

Natura Ekos Buriti


O óleo bruto de buriti é um bioativo extraído das raspas secas da polpa do fruto, sem o uso de substâncias químicas - preservando a pureza, a diversidade de compostos e potência. Natura Ekos Buriti ainda gera renda para mais de 100 famílias da região do Cerrado, no Norte de Minas, através da colheita do fruto pelas comunidades guardiãs.

Para um ritual de cuidados completo, os produtos da linha podem ser usados juntos, potencializando a hidratação. Durante o banho, o óleo trifásico protege e hidrata, formando um filme protetor enquanto a pele é massageada. Ao sair, a polpa desodorante hidratante proporciona um momento de atenção ao corpo, com textura leve e delicada que é absorvida pela pele. Para finalizar, é hora das notas perfumadas e refrescantes da Colônia Frescor, produto que pode ser reaplicado durante o dia, prolongando a sensação de bem-estar do banho. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bióloga de Salto

  O Blog Bióloga de Salto surgiu em 2009 com a missão de desvincular o esteriótipo social imposto às biólogas (pesquisadoras do lab ou do campo) que escolheram estudar a vida, em toda a sua complexidade. Sem perder o salto, essa nova versão 2.0 do Bióloga será um novo espaço para o diálogo científico e feminino, já a sua máscara de cílios não define o seu poder cognitivo. Espero que você também possa compartilhar suas experiências de bancada e de make aqui comigo.

Ciência (anti)empática

  Nesses últimos dias tenho observado e conversado com diferentes colegas pesquisadores mundo a fora, e ao que parece, a empatia está na lista vermelha de espécies em extinção.   Escutar e se colocar (verdadeiramente) no lugar do outro é uma utopia escancarada nas redes sociais, mas que na prática refutam o óbvio (não dogmático) científico. Será que a sociedade tem empatia pelo cientista/pesquisador? Será que nossa sociedade está entendendo e se coloca no lugar dos pesquisadores? A pandemia do vírus Sars-Cov-2 está ai para servir de bancada para todos, inclusive para própria sociedade. Ao ser descoberto pelo médico oftamologista Li Wenliang da cidade de Wuhan em dezembro de 2019, a sociedade o silenciou (e infelizmente isso custou sua própria vida). Logo após, ser considerado um novo vírus com alta taxa de contagio, a sociedade decretou vida normal inclusive dos países com grande fluxo turístico, como a Itália (não preciso reavivar a memória das imagens). Ao chegar ao Brasil em 48 h

E nem sossegarei

  Nessa semana que passou finalmente conheci a Gabriela Prioli (nunca tinha visto só ouvido falar!) e a Rita Von Hunty. Personalidades diferentes, mas com um intelecto curioso e ávido por respostas. O que elas têm em comum? Além de professoras e com expertise em política, dentre outras coisas... O hábito da leitura.   A live da Gabriela Prioli para o perfil da digital influencer Silvia Braz ( Clica AQUI ) foi um espetáculo literário no qual não paro de pensar. A advogada durante a live deixou muito claro que a diversidade de estilos literários, autores, temas e áreas ajudaram em seu processo de construção intelectual. A prática da leitura para muitos ainda é vista como algo “chato e tedioso”. Por outro lado, pode ser também um hobby, só que não está acessível a todo mundo. A internet possibilita o acesso aos mais diversos livros em distintos formatos (audiobooks, .pdf, ebook, etc.) e idiomas e em qualquer parte do globo. Porém, em nosso país 45, 960 milhões de pessoas (25% da popul