Bióloga News: Aprenda o ABCDE do câncer de pele no dezembro laranja

Dezembro laranja


O câncer de pele melanoma tem 8,4 mil casos novos anualmente, e hoje já são maiores do que os cânceres de próstata, mama, cólon e reto, pulmão e estômago. 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) os números de câncer de pele no Brasil são preocupantes, sendo que a doença corresponde a 27% de todos os tumores malignos no país, sendo os carcinomas basocelular e espinocelular (não melanoma) responsáveis por 177 mil novos casos da doença por ano.

Por isso a campanha Dezembro Laranja criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia objetiva estimular a prevenção do câncer de pele, que é o tumor de maior incidência no Brasil. Assim o acompanhamento de um dermatologista é fundamental para manter a saúde da pele em dia!

Segundo a diretora da clínica da Meu Dermato, Daniella Cury, a prevenção é sempre a melhor forma de evitar o surgimento do câncer de pele:
"Desde cedo, é preciso adotar hábitos de fotoproteção, que incluem usar de óculos de sol e blusas com proteção UV, bonés ou chapéus, preferir a sombra, evitar a exposição solar entre 9h e 15h e utilizar filtro solar com FPS igual ou superior a 30, reaplicando a cada duas horas ou sempre que houver contato com a água".

Daniella Cury fala, ainda, sobre a importância do ABCDE do câncer de pele. Veja só:

• A (Assimetria): Uma das coisas que buscamos na sua pinta é se ela é assimétrica. Caso a pinta tenha uma metade diferente da outra ou um formato irregular, ou seja, assimétrico, é uma mancha ou pinta considerada suspeita;

• B (Bordas): Toda pinta deve ter bordas regulares e lisas. Logo, pintas com bordas arredondadas ou irregulares, devem ser analisadas;

• C (Cores): É preciso estar atento quando as manchas e pintas suspeitas possuem vários tons e cores diferentes. Várias cores numa mesma lesão podem ser algo mais grave;

• D (Diâmetro): Sinal muito grande? As pintas no corpo não normalmente devem ter mais de 5 milímetros (5 mm) de diâmetro. Pintas maiores devem ser analisadas.

• E (Espessura/Evolução): A sua pinta deve manter seu formato e não mudar de forma, espessura, cor ou tamanho. Caso isso esteja acontecendo rapidamente, é mais um sinal de alerta.

Lembre-se que o dermatologista é o profissional indicado para fazer a análise dessas pintas e cuidar de você com todo o carinho e cuidado que você merece.

-#-

Comentários

Postagens mais visitadas