Pular para o conteúdo principal

Bióloga Cult: Lançamento de livro em comemoração aos 100 anos de Clarice Lispector



Clarice Lispector (1920-1977) a maior e mais cultuada escritora do Brasil completaria 100 anos em 10 de dezembro de 2020. Para celebrar seu centenário, no mundo inteiro acontecem eventos, encontros, leituras, shows, colóquios, congressos e até reunião de bruxas.

Considerada por alguns como hermética, incompreensível, enigmática, introspectiva, Clarice Lispector desmente dia após dia esses estereótipos e arrebata legiões cada vez maiores de fãs de todas as gerações e em todos os países, incluindo a Grécia, onde se tornou best-seller superando Elena Ferrante. Tal arrebatamento se tornou ainda mais forte em 2020 e deve chegar ao ápice na primeira quinzena de dezembro, quando se comemoram as datas de nascimento e morte da autora. Ela nasceu em 10 de dezembro de 1920 e morreu em 9 de dezembro de 1977.

Durante as celebrações do centenário da autora, Simone Paulino, autora do best-seller "Como Clarice Lispector pode mudar sua vida" (Buzz Editora), fará parte de um número incontável de encontros e liderará na The School of Life Brasil, um dia inteiro dedicado à autora de A Hora da Estrela. As atividades terão como ponto alto um encontro virtual no dia 10 de dezembro, das 19h às 21h, pela plataforma Zoom. Confira o evento aqui.

Sobre a autora de "Como Clarice Lispector Pode Mudar a Sua Vida"

Simone Paulino é jornalista, escritora, editora e mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo (USP). Escreveu vários livros, entre eles, o infantil O sonho secreto de Alice, o livro de contos Abraços Negados, e o gift book Minha Mãe, Meu Mundo, com mais de 400 mil exemplares vendidos. Participou das antologias Grafias Urbanas, Histórias Femininas, Olhar Paris e Escrever Berlim. Desde 2015, colabora na realização da Primavera Literária Brasileira, promovida pelo Departamento de Estudos Lusófonos, da Université Paris-Sorbonne.

Título: Como Clarice Lispector pode mudar sua vida

Autora: Simone Paulino

Preço: R﹩ 39,90

Selo: Buzz Editora

ISBN: 978-85-93156-08-3

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bióloga de Salto

  O Blog Bióloga de Salto surgiu em 2009 com a missão de desvincular o esteriótipo social imposto às biólogas (pesquisadoras do lab ou do campo) que escolheram estudar a vida, em toda a sua complexidade. Sem perder o salto, essa nova versão 2.0 do Bióloga será um novo espaço para o diálogo científico e feminino, já a sua máscara de cílios não define o seu poder cognitivo. Espero que você também possa compartilhar suas experiências de bancada e de make aqui comigo.

Ciência (anti)empática

  Nesses últimos dias tenho observado e conversado com diferentes colegas pesquisadores mundo a fora, e ao que parece, a empatia está na lista vermelha de espécies em extinção.   Escutar e se colocar (verdadeiramente) no lugar do outro é uma utopia escancarada nas redes sociais, mas que na prática refutam o óbvio (não dogmático) científico. Será que a sociedade tem empatia pelo cientista/pesquisador? Será que nossa sociedade está entendendo e se coloca no lugar dos pesquisadores? A pandemia do vírus Sars-Cov-2 está ai para servir de bancada para todos, inclusive para própria sociedade. Ao ser descoberto pelo médico oftamologista Li Wenliang da cidade de Wuhan em dezembro de 2019, a sociedade o silenciou (e infelizmente isso custou sua própria vida). Logo após, ser considerado um novo vírus com alta taxa de contagio, a sociedade decretou vida normal inclusive dos países com grande fluxo turístico, como a Itália (não preciso reavivar a memória das imagens). Ao chegar ao Brasil em 48 h

E nem sossegarei

  Nessa semana que passou finalmente conheci a Gabriela Prioli (nunca tinha visto só ouvido falar!) e a Rita Von Hunty. Personalidades diferentes, mas com um intelecto curioso e ávido por respostas. O que elas têm em comum? Além de professoras e com expertise em política, dentre outras coisas... O hábito da leitura.   A live da Gabriela Prioli para o perfil da digital influencer Silvia Braz ( Clica AQUI ) foi um espetáculo literário no qual não paro de pensar. A advogada durante a live deixou muito claro que a diversidade de estilos literários, autores, temas e áreas ajudaram em seu processo de construção intelectual. A prática da leitura para muitos ainda é vista como algo “chato e tedioso”. Por outro lado, pode ser também um hobby, só que não está acessível a todo mundo. A internet possibilita o acesso aos mais diversos livros em distintos formatos (audiobooks, .pdf, ebook, etc.) e idiomas e em qualquer parte do globo. Porém, em nosso país 45, 960 milhões de pessoas (25% da popul